Estudo Apocalipse 5 – A Proclamação da Grandeza de Jesus

Apocalipse 5.12B

O Apocalipse 5 é um capítulo crucial no livro bíblico de Apocalipse, que desempenha um papel significativo na escatologia cristã. Este capítulo descreve uma cena celestial na qual João, o autor do livro, testemunha a visão de um rolo selado com sete selos. Esse rolo simboliza o plano divino de Deus para o futuro da humanidade e da criação.

No entanto, ninguém no céu ou na terra é considerado digno de abrir o rolo e revelar seu conteúdo, o que provoca grande angústia entre aqueles que estão presentes. Neste momento de tensão, um dos anciãos revela a João que o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, é digno de abrir o rolo, pois ele foi sacrificado para redimir a humanidade e cumprir o plano divino.

Quando o Cordeiro toma o rolo, ocorre uma adoração intensa no céu, com criaturas viventes, anjos e seres celestiais proclamando a grandeza de Jesus. Este capítulo ressalta a centralidade de Cristo na história e na redenção da humanidade, além de indicar que ele é o único que pode revelar o futuro de acordo com o propósito de Deus.

Portanto, o Apocalipse 5 oferece uma visão poderosa e simbólica do papel de Jesus Cristo como o cordeiro sacrificial e o detentor do destino da humanidade, enfatizando a esperança e a redenção na escatologia cristã.

———

Apocalipse 5

A visão do livro selado com sete selos e a do Cordeiro

Vi, na mão direita daquele que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos.

Vi, também, um anjo forte, que proclamava em grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?

Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele;

e eu chorava muito, porque ninguém foi achado digno de abrir o livro, nem mesmo de olhar para ele.

Todavia, um dos anciãos me disse: Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos.

Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra.

Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono;

e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos,

e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação

10 e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.

11 Vi e ouvi uma voz de muitos anjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares,

12 proclamando em grande voz: Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.

13 Então, ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos.

14 E os quatro seres viventes respondiam: Amém! Também os anciãos prostraram-se e adoraram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 76:8

Estudo Salmos 76 – A Majestade e o Poder de Deus

O Salmo 76 é um hino de louvor e ação de graças a Deus por sua proteção e vitória sobre os inimigos de Israel. O salmista começa declarando que Deus é conhecido em Judá e seu nome é grande em Israel. Ele descreve como Deus se manifestou em Jerusalém, destruindo

Salmos 44.22

Estudo Salmos 44 – Confiança em Deus, apesar das dificuldades

O Salmo 44 é uma oração que expressa a fé em Deus, mas também revela a angústia de um povo que se sente abandonado por Ele. Os primeiros versos lembram as grandes realizações de Deus no passado, a forma como Ele expulsou as nações e estabeleceu Israel. O salmista se

Salmos 51:10

Estudo Salmos 51 – Oração de Arrependimento

O Salmo 51 é um salmo de arrependimento, atribuído ao rei Davi depois de seu adultério com Bate-Seba. Davi reconhece sua culpa e pede perdão a Deus, clamando por purificação e renovação. Ele se arrepende profundamente de seus pecados e implora por misericórdia divina. O salmo começa com um pedido

Salmos 45.7

Estudo Salmos 45 – O Ungido de Deus e a sua noiva

O Salmo 45 é um hino de louvor e celebração que exalta a grandeza e a majestade do Rei. O salmo começa com um convite ao amor e ao louvor ao Rei, que é retratado como um guerreiro poderoso e vitorioso, adornado com vestes suntuosas e armado com espada afiada.

Temas

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial