Estudo Provérbios 21 – A Importância de Agir com Retidão e Justiça

Provérbios 21.13

Neste capítulo, são abordados vários temas, como justiça, sabedoria, conduta moral e as consequências das ações humanas.

Um dos principais ensinamentos presentes em Provérbios 21 é a importância de agir com retidão e justiça. O capítulo destaca que Deus valoriza mais a atitude correta do que os sacrifícios externos. Também é enfatizado que a arrogância e a prepotência levam à destruição, enquanto a humildade e o temor a Deus trazem sabedoria e vida.

Outro tema abordado é a importância do trabalho árduo e da diligência. Provérbios 21 incentiva as pessoas a serem produtivas e a evitar a preguiça, pois a inatividade leva à pobreza. O capítulo também ressalta a necessidade de ser honesto nos negócios e evitar o ganho ilícito, pois a desonestidade é repudiada por Deus.

Além disso, Provérbios 21 traz reflexões sobre a influência das palavras e da língua. É enfatizado que a língua pode ser uma fonte de vida ou de morte, e que devemos usar nossas palavras com sabedoria e cuidado. O capítulo também destaca a importância de controlar a raiva e evitar ações impulsivas, pois a ira pode levar a consequências indesejáveis.

Em resumo, Provérbios 21 nos ensina a importância de agir com justiça, trabalhar com diligência, ser honesto nos negócios e usar nossas palavras com sabedoria. Esses ensinamentos nos convidam a buscar uma conduta moral correta e a tomar decisões que honrem a Deus e beneficiem a nós mesmos e aos outros ao nosso redor.

———

Provérbios 21

1 Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do Senhor ; este, segundo o seu querer, o inclina.

2 Todo caminho do homem é reto aos seus próprios olhos, mas o Senhor sonda os corações.

3 Exercitar justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício.

4 Olhar altivo e coração orgulhoso, a lâmpada dos perversos, são pecado.

5 Os planos do diligente tendem à abundância, mas a pressa excessiva, à pobreza.

6 Trabalhar por adquirir tesouro com língua falsa é vaidade e laço mortal.

7 A violência dos perversos os arrebata, porque recusam praticar a justiça.

8 Tortuoso é o caminho do homem carregado de culpa, mas reto, o proceder do honesto.

9 Melhor é morar no canto do eirado do que junto com a mulher rixosa na mesma casa.

10 A alma do perverso deseja o mal; nem o seu vizinho recebe dele compaixão.

11 Quando o escarnecedor é castigado, o simples se torna sábio; e, quando o sábio é instruído, recebe o conhecimento.

12 O Justo considera a casa dos perversos e os arrasta para o mal.

13 O que tapa o ouvido ao clamor do pobre também clamará e não será ouvido.

14 O presente que se dá em segredo abate a ira, e a dádiva em sigilo, uma forte indignação.

15 Praticar a justiça é alegria para o justo, mas espanto, para os que praticam a iniquidade.

16 O homem que se desvia do caminho do entendimento na congregação dos mortos repousará.

17 Quem ama os prazeres empobrecerá, quem ama o vinho e o azeite jamais enriquecerá.

18 O perverso serve de resgate para o justo; e, para os retos, o pérfido.

19 Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e iracunda.

20 Tesouro desejável e azeite há na casa do sábio, mas o homem insensato os desperdiça.

21 O que segue a justiça e a bondade achará a vida, a justiça e a honra.

22 O sábio escala a cidade dos valentes e derriba a fortaleza em que ela confia.

23 O que guarda a boca e a língua guarda a sua alma das angústias.

24 Quanto ao soberbo e presumido, zombador é seu nome; procede com indignação e arrogância.

25 O preguiçoso morre desejando, porque as suas mãos recusam trabalhar.

26 O cobiçoso cobiça todo o dia, mas o justo dá e nada retém.

27 O sacrifício dos perversos já é abominação; quanto mais oferecendo-o com intenção maligna!

28 A testemunha falsa perecerá, mas a auricular falará sem ser contestada.

29 O homem perverso mostra dureza no rosto, mas o reto considera o seu caminho.

30 Não há sabedoria, nem inteligência, nem mesmo conselho contra o Senhor.

31 O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Provérbios 29.15

Estudo Provérbios 29 – A Sabedoria e a Justiça na Vida Cotidiana

Provérbios 29 é um capítulo da Bíblia que aborda a sabedoria e a justiça na vida cotidiana. Ele enfatiza a importância de ouvir e aceitar a correção, pois a teimosia pode levar à ruína. O capítulo destaca a influência dos líderes e governantes na sociedade, enfatizando que a justiça é

Marcos 7.37

Estudo Marcos 7 – A Cura dos Enfermos

Neste capítulo de Marcos 7, vemos os fariseus e escribas vindos de Jerusalém confrontando Jesus por causa das ações de seus discípulos, que estavam comendo pão com as mãos impuras, em desacordo com as tradições dos anciãos. Jesus os repreende, citando uma profecia de Isaías sobre a hipocrisia do povo

Salmos 31.5

Estudo Salmos 31 – Lamentos e louvor

Neste capítulo, o salmista ora a Deus por livramento, salvação e direção. Pois sabe que a bondade do Senhor para os que o temem é grande. No início, Davi demonstra toda a sua confiança no Senhor, seu refúgio, para livrá-lo do mal, como castelo forte. E a direção de Deus

Salmos 44.22

Estudo Salmos 44 – Confiança em Deus, apesar das dificuldades

O Salmo 44 é uma oração que expressa a fé em Deus, mas também revela a angústia de um povo que se sente abandonado por Ele. Os primeiros versos lembram as grandes realizações de Deus no passado, a forma como Ele expulsou as nações e estabeleceu Israel. O salmista se

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial