Estudo Salmos 63 – O Louvor à Deus

Salmos 63.4

O Salmo 63 é uma oração de Davi enquanto estava no deserto de Judá. Ele expressa sua sede e desejo por Deus, reconhecendo-o como a fonte de sua vida e salvação. Davi começa o salmo com uma declaração de sua busca por Deus e como sua alma tem sede dele em um lugar seco e árido. Ele reconhece que Deus é o seu Deus e que ele o buscará com fervor.

Davi continua a oração, lembrando-se das vezes em que viu a glória de Deus em seu santuário. Ele descreve como suas mãos são levantadas em adoração e louvor a Deus. Davi se lembra das bênçãos que Deus lhe concedeu e das vezes em que Deus o ajudou em tempos difíceis.

Davi reconhece que Deus é sua rocha e refúgio, sua defesa e salvação. Ele confia em Deus para protegê-lo e livrá-lo de seus inimigos. Davi termina sua oração com um compromisso renovado de buscar a Deus e louvá-lo com alegria. Ele confia que Deus irá honrá-lo e satisfazer sua alma com a abundância de suas bênçãos.

Em resumo, o Salmo 63 é uma oração de Davi que expressa sua sede por Deus em um lugar seco e árido. Ele reconhece a Deus como sua fonte de vida e salvação, louva-o por suas bênçãos e confia nele para protegê-lo e livrá-lo de seus inimigos. Davi se compromete a buscar a Deus com fervor e louvá-lo com alegria, confiando que ele satisfará sua alma com a abundância de suas bênçãos.

———

Salmos 63

1 Ó Deus, tu és o meu Deus forte; eu te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de ti; meu corpo te almeja, como terra árida, exausta, sem água.

2 Assim, eu te contemplo no santuário, para ver a tua força e a tua glória.

3 Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam.

4 Assim, cumpre-me bendizer-te enquanto eu viver; em teu nome, levanto as mãos.

5 Como de banha e de gordura farta-se a minha alma; e, com júbilo nos lábios, a minha boca te louva,

6 no meu leito, quando de ti me recordo e em ti medito, durante a vigília da noite.

7 Porque tu me tens sido auxílio; à sombra das tuas asas, eu canto jubiloso.

8 A minha alma apega-se a ti; a tua destra me ampara.

9 Porém os que me procuram a vida para a destruir abismar-se-ão nas profundezas da terra.

10 Serão entregues ao poder da espada e virão a ser pasto dos chacais.

11 O rei, porém, se alegra em Deus; quem por ele jura gloriar-se-á, pois se tapará a boca dos que proferem mentira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 14.1

Estudo Salmos 14 – A corrupção do pecador e sua redenção

Todos que negam a Deus fazem parte da corrupção deste mundo. Não só os ateus estão nesse grupo, mas também todos os que dizem acreditar em Deus, mas que não possuem ações correspondentes. Nos versículos de 1 a 3, o salmista relata uma série de ações dos corruptos, principalmente o

Salmos 142.1

Estudo Salmos 142 – Oração em Tempos Difíceis

O Salmo 142 é uma oração atribuída a Davi quando ele se encontrava em uma situação de angústia e desamparo. O salmista clama a Deus como seu refúgio e sua porção na terra dos viventes. Ele expressa sua tristeza e solidão, descrevendo sua condição como estando em uma prisão. Davi

Salmos 114.7

Estudo Salmos 114 – O Poder de Deus

O Salmo 114 é um salmo que celebra o poder de Deus na libertação de seu povo da escravidão do Egito. O salmo começa descrevendo como o mar vermelho se abriu diante dos israelitas enquanto fugiam do exército egípcio. A descrição é poética, cheia de imagens vívidas que nos transportam

Salmos 111.10

Estudo Salmos 111 – O Temor do Senhor

O Salmo 111 é um salmo que exalta as obras e atributos de Deus. O salmista começa declarando a sua intenção de louvar ao Senhor com todo o seu coração, reunido na congregação dos justos. Ele afirma que as obras de Deus são grandes e que seus feitos são dignos

Temas

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial