Estudo Salmos 95 – Advertência para o povo de Deus

Salmos 95.7-8

O Salmo 95 é um salmo de louvor e adoração a Deus que convida o povo de Deus a se alegrar e exultar diante de sua presença. Este salmo começa com uma exortação para que se cante ao Senhor e se faça música em sua honra, reconhecendo-o como o grande Deus e o grande Rei acima de todos os outros deuses.

O salmo continua a descrever a grandeza de Deus, destacando a sua soberania e autoridade sobre todas as coisas. Ele é o Criador do mundo e o Pastor de seu povo. Ele é um Deus de amor e misericórdia, mas também é um Deus de justiça e julgamento. O salmista lembra ao povo que Deus é o seu rochedo e o seu libertador, que os salvou da escravidão no Egito e os guiou através do deserto.

No entanto, o salmo também contém uma advertência para o povo de Deus. O salmista adverte que eles não devem endurecer os seus corações, assim como os seus antepassados fizeram no deserto. Eles devem ouvir a voz de Deus e obedecer aos seus mandamentos, para que não sejam excluídos da sua presença e não caiam em pecado.

Em última análise, o Salmo 95 é uma exortação para que o povo de Deus adore e louve a Deus, reconhecendo a sua grandeza e autoridade sobre todas as coisas. É também um lembrete de que devemos ouvir a voz de Deus e obedecer aos seus mandamentos, para que possamos desfrutar da sua presença e não cairmos em pecado.

O salmo pode ser aplicado a nossas vidas hoje, como um chamado para adorar a Deus e reconhecer a sua grandeza e autoridade. Também é um lembrete de que devemos ouvir a voz de Deus e obedecer aos seus mandamentos, para que possamos viver uma vida em comunhão com Ele e evitar o pecado. Que possamos ser como o povo de Deus que se alegrou diante de sua presença, reconhecendo-o como o grande Deus acima de todos os outros deuses.

———

Salmos 95

1 Vinde, cantemos ao Senhor , com júbilo, celebremos o Rochedo da nossa salvação.

2 Saiamos ao seu encontro, com ações de graças, vitoriemo-lo com salmos.

3 Porque o Senhor é o Deus supremo e o grande Rei acima de todos os deuses.

4 Nas suas mãos estão as profundezas da terra, e as alturas dos montes lhe pertencem.

5 Dele é o mar, pois ele o fez; obra de suas mãos, os continentes.

6 Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do Senhor , que nos criou.

7 Ele é o nosso Deus, e nós, povo do seu pasto e ovelhas de sua mão. Hoje, se ouvirdes a sua voz,

8 não endureçais o coração, como em Meribá, como no dia de Massá, no deserto,

9 quando vossos pais me tentaram, pondo-me à prova, não obstante terem visto as minhas obras.

10 Durante quarenta anos, estive desgostado com essa geração e disse: é povo de coração transviado, não conhece os meus caminhos.

11 Por isso, jurei na minha ira: não entrarão no meu descanso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 40.2

Estudo Salmos 40 – Oração para Livramento

No Salmos 40, o salmista expressa sua gratidão a Deus por ter o livrado de uma situação difícil. Ele reconhece que foi Deus quem o salvou da angústia e do perigo, e que Deus o ouviu quando ele clamou por socorro. O salmista também reconhece a bondade e a fidelidade

Salmos 111.10

Estudo Salmos 111 – O Temor do Senhor

O Salmo 111 é um salmo que exalta as obras e atributos de Deus. O salmista começa declarando a sua intenção de louvar ao Senhor com todo o seu coração, reunido na congregação dos justos. Ele afirma que as obras de Deus são grandes e que seus feitos são dignos

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial