Estudo Salmos 72 – Oração pelo rei justo

O Salmo 72 é um poema que celebra a justiça e a bondade de Deus, e pede por um rei justo e sábio que governe com equidade e compaixão. O salmista começa pedindo a Deus que conceda ao rei a sabedoria e a justiça necessárias para governar com retidão e compaixão. Ele pede que o rei defenda os pobres e os necessitados, e que julgue com equidade e justiça.

O salmista também pede que o rei seja abençoado com prosperidade e longevidade, e que seu reinado seja marcado pela paz e pela justiça. Ele pede que o rei seja como a chuva que cai sobre a terra, trazendo vida e fertilidade para todos os que estão ao seu redor.

O salmo também fala sobre a bênção que o rei trará para o seu povo, e como ele será honrado e respeitado por todas as nações da terra. O salmista pede que o rei seja como um sol que brilha sobre a terra, trazendo luz e calor para todos os que estão ao seu redor.

No final do salmo, o salmista louva a Deus por sua bondade e justiça, e pede que toda a terra seja cheia da glória de Deus. Ele reconhece que somente Deus é capaz de conceder a sabedoria e a justiça necessárias para governar com equidade e compaixão, e pede que o rei seja abençoado com a presença de Deus em sua vida.

Em resumo, o Salmo 72 é uma oração que pede por um rei justo e sábio que governe com equidade e compaixão. Ele celebra a bondade e a justiça de Deus, e pede que toda a terra seja cheia da glória de Deus. O salmo é uma expressão de confiança na providência divina, e um apelo para que os líderes governem com sabedoria e justiça.

———

Salmos 72

1 Concede ao rei, ó Deus, os teus juízos e a tua justiça, ao filho do rei.

2 Julgue ele com justiça o teu povo e os teus aflitos, com equidade.

3 Os montes trarão paz ao povo, também as colinas a trarão, com justiça.

4 Julgue ele os aflitos do povo, salve os filhos dos necessitados e esmague ao opressor.

5 Ele permanecerá enquanto existir o sol e enquanto durar a lua, através das gerações.

6 Seja ele como chuva que desce sobre a campina ceifada, como aguaceiros que regam a terra.

7 Floresça em seus dias o justo, e haja abundância de paz até que cesse de haver lua.

8 Domine ele de mar a mar e desde o rio até aos confins da terra.

9 Curvem-se diante dele os habitantes do deserto, e os seus inimigos lambam o pó.

10 Paguem-lhe tributos os reis de Társis e das ilhas; os reis de Sabá e de Sebá lhe ofereçam presentes.

11 E todos os reis se prostrem perante ele; todas as nações o sirvam.

12 Porque ele acode ao necessitado que clama e também ao aflito e ao desvalido.

13 Ele tem piedade do fraco e do necessitado e salva a alma aos indigentes.

14 Redime a sua alma da opressão e da violência, e precioso lhe é o sangue deles.

15 Viverá, e se lhe dará do ouro de Sabá; e continuamente se fará por ele oração, e o bendirão todos os dias.

16 Haja na terra abundância de cereais, que ondulem até aos cimos dos montes; seja a sua messe como o Líbano, e das cidades floresçam os habitantes como a erva da terra.

17 Subsista para sempre o seu nome e prospere enquanto resplandecer o sol; nele sejam abençoados todos os homens, e as nações lhe chamem bem-aventurado.

18 Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, que só ele opera prodígios.

19 Bendito para sempre o seu glorioso nome, e da sua glória se encha toda a terra. Amém e amém!

20 Findam as orações de Davi, filho de Jessé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 103.14

Estudo Salmos 103 – A bondade e a Compaixão de Deus

O Salmo 103 é um dos mais conhecidos e amados pelos cristãos. Ele começa com uma exortação para que a alma bendiga ao Senhor e não se esqueça de nenhum dos seus benefícios. O salmista então enumera algumas dessas bênçãos, como o perdão dos pecados, a cura das enfermidades, a

Salmos 113.7

Estudo Salmos 113 – A Força de Deus

O Salmo 113 é um salmo de louvor e adoração a Deus. Ele começa com um convite para que todos louvem o nome do Senhor, desde os mais humildes até os mais poderosos. O salmista exalta a grandeza de Deus e Seu domínio sobre os céus e a terra. Ele

Salmos 61.4

Estudo Salmos 61 – Deus é o nosso abrigo

O Salmo 61 é uma oração de confiança e esperança em Deus. O salmista clama a Deus por ajuda e proteção, reconhecendo que somente Ele pode ser sua fortaleza e refúgio. O salmista expressa sua fé na fidelidade e misericórdia divina, buscando força e direção em meio às dificuldades e

Temas

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial