Salmos 35

1 Senhor, defenda-me contra os que me acusam. Combata os que estão me atacando.

2 Vista as roupas de guerra, tome o seu escudo, levante-se e socorra-me!

3 Levante a sua lança e o machado de guerra! Não deixe os meus inimigos se aproximarem de mim. Fale à minha alma: “Eu o salvarei!”

4 Que sejam derrotados e humilhados os que procuram matar-me! Obrigue meus inimigos a voltarem atrás em seus planos, e que sofram a vergonha diante de todos.

5 Que eles sejam como a palha soprada pelo vento; que o Anjo do Senhor os faça fugir.

6 Torne o caminho deles escuro e perigoso; sejam eles perseguidos pelo Anjo do Senhor.

7 Porque sem razão alguma fizeram planos maus para me destruir; cavaram uma armadilha no caminho por onde eu ia passar.

8 Traga sobre eles, de surpresa, a sua destruição. Que eles caiam na própria armadilha que armaram para mim e sejam destruídos.

9 Então a minha alma ficará cheia de alegria no Senhor. Ficarei muito feliz porque ele me salvou!

10 Do íntimo do meu ser exclamarei: “Não há ninguém semelhante ao Senhor! O Senhor livra os fracos dos inimigos mais fortes do que eles! Ele livra o pobre e o necessitado dos seus exploradores!”

11 Meus inimigos estão usando falsas testemunhas para me acusar de coisas que nem conheço!

12 Estão pagando com o mal o bem que lhes fiz, e isso me deixa sem vontade de viver.

13 Contudo, quando estavam doentes, vesti roupas de luto, humilhei-me com jejum e orei por eles.

14 Andei enlutado como se fosse por um irmão ou um grande amigo; curvei a cabeça de tristeza, vestido de roupas de luto, como quem lamenta por sua mãe.

15 No entanto, quando chegou a minha vez de passar por dificuldades, eles ficaram contentes e se reuniram para planejar a minha destruição. Gente que eu nem conhecia se reuniu para falar mentiras a meu respeito.

16 Para agradar meus inimigos, essas pessoas fizeram ameaças e zombaram de mim.

17 Senhor, até quando vai ficar olhando? Por favor, salve-me do ataque deles. Livre a minha vida desses leões!

18 Assim eu darei graças diante de todo o povo, no meio da grande multidão reunida, eu louvarei o Senhor.

19 Não deixe que essa gente traiçoeira se divirta com a minha derrota; não permita que aqueles que me odeiam sem motivo fiquem rindo com desprezo.

20 Eles não sabem falar de paz; toda a sua conversa se resume em fazer planos de traição contra quem vive em paz na terra.

21 Gritando, eles me acusam de ter feito o mal. Eles me acusam dizendo: “Ah! Vimos com nossos próprios olhos! Sabemos de tudo!”

22 Mas o Senhor viu isso. Não fique calado, não me deixe sozinho!

23 Levante-se, meu Senhor! Desperte! Faça justiça. Defenda a minha causa, meu Deus e Senhor!

24 Ó Senhor, meu Deus, o Senhor é justo! Declare-me inocente, conforme a sua justiça. Não deixe que meus inimigos me condenem e se alegrem com a minha destruição.

25 Que eles não tenham o prazer de pensar: “Finalmente nosso desejo vai se cumprir! Agora vamos acabar com ele!”

26 Que sejam completamente derrotados; faça com que eles fiquem envergonhados diante de todo o povo, pois eles se alegraram com o meu sofrimento e procuraram me destruir quando eu estava fraco.

27 Encha de grande alegria e felicidade todos os que desejam o meu bem. Que eles possam sempre dizer: “O Senhor seja engrandecido, porque ele tem prazer no bem-estar do seu servo!”

28 Então eu cantarei o dia inteiro, proclamando a sua justiça e o seu louvor.

Salmos 35 – Rei Davi


Foto: Pexels.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Apocalipse 3.2

Estudo Apocalipse 3 – A Importância da Vigilância Espiritual

Apocalipse 3 faz parte do último livro da Bíblia, conhecido por sua natureza apocalíptica e simbólica. Este capítulo em particular é uma parte das cartas endereçadas às sete igrejas da Ásia Menor. capítulo começa com uma mensagem direcionada à igreja de Sardes, destacando a importância da vigilância espiritual e da

Salmos 26.2

Estudo Salmos 26 – Apelo do justo

Neste capítulo, o salmista ora a Deus para que o revele tudo o que não está de acordo com a Sua vontade e com o Seu caráter. O desejo de Davi é fazer todo o possível para ser aceito e ter comunhão com Deus, andando com retidão aqui na terra

Salmos 99.4

Estudo Salmos 99 – Deus nosso Rei

O Salmo 99 é um salmo de louvor e adoração a Deus, que é exaltado como rei supremo e santo. O salmista começa declarando a majestade e grandeza de Deus, que está acima de todas as nações e tronos terrenos. Ele também destaca a justiça de Deus, lembrando de como

Estudo Salmos 4 – Confiança em Deus em tempos de angústia

Não é de hoje que Deus está de prontidão para responder às orações dos que clamam a ele. E a promessa que ele nos faz é que continuará fazendo isso até o fim dos dias. Além disso, quando fazemos uma breve reflexão de quem Deus é e de tudo que

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial