Estudo Apocalipse 13 – Desafios e Conflitos que Aguardam os Crentes no Futuro

Salmos 150.1

No Apocalipse 13, há a descrição de duas bestas. A primeira besta surge do mar e é dotada de poderes impressionantes, simbolizando o poder terreno e perseguidor que se levanta contra os seguidores de Deus. A segunda besta emerge da terra e age como um falso profeta, enganando as pessoas e levando-as a adorar a primeira besta.

Este capítulo também introduz a marca da besta, um símbolo amplamente debatido na teologia e na cultura popular. Aqueles que não aceitam essa marca podem enfrentar perseguição e exclusão da sociedade.

O Apocalipse 13 desempenha um papel importante nas interpretações das profecias do fim dos tempos, muitas vezes associadas à escatologia cristã e ao estudo das últimas coisas.

A compreensão exata do seu significado pode variar entre diferentes tradições religiosas e estudiosos, mas em geral, ele é visto como um aviso sobre os desafios e conflitos que aguardam os crentes no futuro.

———

Apocalipse 13

A besta que emerge do mar

Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia.

A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade.

Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta;

e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela?

Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses;

e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu.

Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação;

e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.

Se alguém tem ouvidos, ouça.

10 Se alguém leva para cativeiro,

para cativeiro vai.

Se alguém matar à espada,

necessário é que seja morto à espada.

Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos.

A besta que emerge da terra

11 Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão.

12 Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada.

13 Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens.

14 Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu;

15 e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta.

16 A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte,

17 para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.

18 Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Estudo Salmos 72 – Oração pelo rei justo

O Salmo 72 é um poema que celebra a justiça e a bondade de Deus, e pede por um rei justo e sábio que governe com equidade e compaixão. O salmista começa pedindo a Deus que conceda ao rei a sabedoria e a justiça necessárias para governar com retidão e

Marcos 3.10

Estudo Marcos 3 – Jesus Cura Muitos à Beira-mar

Neste capítulo de Marcos 3, vemos Jesus entrando na sinagoga e encontrando um homem com uma mão ressequida. Os líderes religiosos o observam atentamente, esperando que Ele o cure no sábado para acusá-Lo. Jesus questiona se é correto fazer o bem ou o mal no sábado e, ao perceber o

Salmos 74:20

Estudo Salmos 74 – Lamentação sobre a destruição do templo

O Salmo 74 é uma lamentação em que o salmista clama a Deus por ajuda diante da destruição do templo em Jerusalém. Ele começa pedindo que Deus se lembre do Seu povo, que foi redimido e escolhido por Ele, e que olhe para as ruínas do templo, que foram profanadas

Provérbios 10.31

Estudo Provérbios 10 – Ensinamentos Sobre a Sabedoria e a Conduta Correta

Provérbios 10 é um capítulo do livro de Provérbios na Bíblia, que oferece uma série de ensinamentos sobre a sabedoria e a conduta correta. Ao longo deste capítulo, encontramos uma variedade de provérbios que abordam diferentes aspectos da vida cotidiana e oferecem conselhos sábios para viver de forma justa e

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial