Estudo Provérbios 12 – Ensinamentos Práticos sobre Sabedoria, Caráter e Justiça

Provérbios 12 é um capítulo do livro bíblico de Provérbios que oferece uma série de ensinamentos práticos sobre sabedoria, caráter e justiça.

O capítulo começa destacando a importância de buscar conhecimento e adquirir sabedoria, indicando que aqueles que amam o conhecimento buscam conselhos sábios e rejeitam a influência dos insensatos. A sabedoria é vista como um tesouro valioso, capaz de trazer benefícios e proteção.

O capítulo também ressalta a importância do trabalho árduo e da honestidade. Aqueles que trabalham com dedicação colherão bons frutos, enquanto os que buscam atalhos e enganos acabarão sendo enganados. Além disso, o capítulo aborda a questão da língua e do poder das palavras, afirmando que as palavras imprudentes podem trazer destruição, enquanto as palavras sábias têm o poder de curar e edificar.

Outro tema abordado em Provérbios 12 é a justiça. O capítulo enfatiza a importância de agir com justiça em todas as áreas da vida e destaca que a honestidade e a integridade são características valorizadas por Deus. Aqueles que seguem o caminho da justiça encontrarão favor e serão protegidos.

Em resumo, Provérbios 12 apresenta uma série de ensinamentos práticos sobre sabedoria, trabalho árduo, uso das palavras e justiça. Ao buscar a sabedoria, agir com integridade e utilizar as palavras com sabedoria, as pessoas podem encontrar prosperidade e bênçãos em suas vidas.

Esse capítulo oferece princípios atemporais que podem guiar e inspirar pessoas de todas as épocas a viverem uma vida de sabedoria e justiça.

———

Provérbios 12

1 Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é estúpido.

2 O homem de bem alcança o favor do Senhor, mas ao homem de perversos desígnios, ele o condena.

3 O homem não se estabelece pela perversidade, mas a raiz dos justos não será removida.

4 A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede vergonhosamente é como podridão nos seus ossos.

5 Os pensamentos do justo são retos, mas os conselhos do perverso, engano.

6 As palavras dos perversos são emboscadas para derramar sangue, mas a boca dos retos livra homens.

7 Os perversos serão derribados e já não são, mas a casa dos justos permanecerá.

8 Segundo o seu entendimento, será louvado o homem, mas o perverso de coração será desprezado.

9 Melhor é o que se estima em pouco e faz o seu trabalho do que o vanglorioso que tem falta de pão.

10 O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel.

11 O que lavra a sua terra será farto de pão, mas o que corre atrás de coisas vãs é falto de senso.

12 O perverso quer viver do que caçam os maus, mas a raiz dos justos produz o seu fruto.

13 Pela transgressão dos lábios o mau se enlaça, mas o justo sairá da angústia.

14 Cada um se farta de bem pelo fruto da sua boca, e o que as mãos do homem fizerem ser-lhe-á retribuído.

15 O caminho do insensato aos seus próprios olhos parece reto, mas o sábio dá ouvidos aos conselhos.

16 A ira do insensato num instante se conhece, mas o prudente oculta a afronta.

17 O que diz a verdade manifesta a justiça, mas a testemunha falsa, a fraude.

18 Alguém há cuja tagarelice é como pontas de espada, mas a língua dos sábios é medicina.

19 O lábio veraz permanece para sempre, mas a língua mentirosa, apenas um momento.

20 Há fraude no coração dos que maquinam mal, mas alegria têm os que aconselham a paz.

21 Nenhum agravo sobrevirá ao justo, mas os perversos, o mal os apanhará em cheio.

22 Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor , mas os que agem fielmente são o seu prazer.

23 O homem prudente oculta o conhecimento, mas o coração dos insensatos proclama a estultícia.

24 A mão diligente dominará, mas a remissa será sujeita a trabalhos forçados.

25 A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra.

26 O justo serve de guia para o seu companheiro, mas o caminho dos perversos os faz errar.

27 O preguiçoso não assará a sua caça, mas o bem precioso do homem é ser ele diligente.

28 Na vereda da justiça, está a vida, e no caminho da sua carreira não há morte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Eclesiastes 9.17

Estudo Esclesiastes 9 – A Voz da Sabedoria

No livro de Eclesiastes, no capítulo 9, o autor reflete sobre a natureza incerta e imprevisível da vida humana. Ele observa que, aos olhos de Deus, tanto os justos quanto os ímpios estão sujeitos ao destino, e o resultado das ações de uma pessoa está fora de seu controle. A

Salmos 145.3

Estudo Salmos 145 – Cântico de Adoração e Louvor a Deus

O Salmo 145 é um cântico de adoração e louvor a Deus. O salmista expressa sua gratidão e exaltação ao Senhor, reconhecendo a grandeza e bondade de Deus. O salmo começa com uma afirmação de que Deus é digno de louvor eterno, e que sua grandeza é incomparável. O salmista

Provérbios 14.1

Estudo Provérbios 14 – A Importância da Sabedoria e a Atitude dos Tolos

Provérbios 14 discute temas como a importância da sabedoria, a atitude dos tolos e a busca pela retidão. O capítulo começa enfatizando a importância da sabedoria, destacando que uma pessoa sábia constrói sua própria casa, enquanto o tolo a destrói. A sabedoria traz prosperidade e segurança, enquanto a falta de

Até que ponto podemos mudar? Reflexão de Provérbios 4.23

Muitas vezes queremos nos tornar pessoas diferentes do que nós somos, apenas para satisfazer exigências do mundo. E, com isso, podemos, de fato, perder nossa essência. Ou seja, deixar de ser quem nós somos de verdade para nos adequar aos padrões externos que a aceitação e o sucesso do mundo,

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial