Estudo Salmos 17 – Súplica pela proteção divina

O capítulo 17 de Salmos nos traz uma mensagem de como devemos buscar profundamente a comunhão e proteção de Deus nas nossas vidas.

Inicialmente, vemos uma súplica para que o Senhor ouça a oração do salmista (17.1). O momento de aflição era muito grande, e, inclusive, ele afirma não ter feito nenhum mal para que tudo aquilo estivesse acontecendo (17.2 a 17.5).

A oração continua ao longo do texto, com a certeza de que Deus escutará suas palavras e que a sua vida será guardada dos perversos (17.6 a 17.14).

E, ao final, o salmista apresenta a grande esperança dos justos: ver Deus face a face e ser semelhante ao Senhor (17.15). Nenhum anseio deve ser tão importante quanto esse, pois somente na eternidade haverá felicidade plena e permanente.

1 SENHOR, escute-me, peço que me faça justiça;
ouça-me quando chamo pelo Senhor.
Escute a minha oração,
pois as minhas palavras são sinceras.

2 Julgue a meu favor,
observe ao redor e olhe para o que é justo.

3 O Senhor examinou o meu coração;
esteve comigo durante toda a noite,
me interrogou
e não encontrou nenhum mal em mim.
Examinou os meus planos
e não encontrou nada de mal neles.

4 Eu tenho sido obediente a tudo o que disse, não como os outros;
evito seguir o exemplo dos que são violentos.

5 Guie os meus passos
para que nunca tropece.

6 Peço que me ajude, ó Deus, responda ao meu pedido.
Escute-me! Ouça a minha oração.

7 Mostre-me o seu amor fiel e maravilhoso.
Quando os inimigos atacam, os que confiam no Senhor procuram a sua ajuda;
e o Senhor os salva e os leva para o seu lado.

8 Proteja-me como a menina dos seus olhos;
esconda-me debaixo da sombra das suas asas.

9 Proteja-me dos perversos que querem me destruir.
Salve-me dos meus inimigos mortais que têm me rodeado.

10 Eles não têm compaixão
e orgulham-se dos seus planos.

11 Eles me perseguiram
e rodearam para me atacar.

12 Os meus inimigos são como leões prontos para devorar a sua presa.
Ficam escondidos para atacar a sua vítima.

13 Levante-se, ó SENHOR!
Enfrente os meus inimigos e faça que se rendam.
Salve-me com a sua espada dessa gente perversa.

14 Use o seu poder, ó SENHOR, salve-me dos perversos.
Eles têm a sua recompensa nesta vida.
Que fiquem cheios do que tem reservado para eles.
Que os seus filhos fiquem satisfeitos e também os seus netos.

15 Quanto a mim, eu faço o que é correto,
por isso ficarei satisfeito quando despertar e ver o seu rosto.”

Salmos 17 – Rei Davi


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 46.1

Estudo Salmos 46 – Deus é o nosso refúgio e fortaleza

O Salmo 46 é uma canção de louvor e adoração a Deus, que destaca a sua soberania e poder sobre todas as coisas. O salmista começa declarando que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, sempre presente em nossas dificuldades. Ele é descrito como um socorro bem presente nas tribulações,

Estudo Salmos 72 – Oração pelo rei justo

O Salmo 72 é um poema que celebra a justiça e a bondade de Deus, e pede por um rei justo e sábio que governe com equidade e compaixão. O salmista começa pedindo a Deus que conceda ao rei a sabedoria e a justiça necessárias para governar com retidão e

Salmos 12.6

Estudo Salmos 12 – Auxílio contra a falsidade

O Salmos 12 é uma oração de Davi contra a falsidade. Este mal é comum de todas as épocas. Acompanhamos pessoas que preferem falar publicamente coisas que não estão verdadeiramente no coração. Mas, a certeza que temos é que Deus protege os que agem de forma correta. A vitória destes

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial