Estudo Mateus 19 – De Quem é o Reino dos Céus

Mateus 19.14

Neste capítulo de Mateus 19, vemos Jesus atravessando o Jordão após ensinar sobre diversos assuntos na Galileia. Multidões o seguem, e ele continua a realizar curas.

Logo depois, alguns fariseus se aproximam e questionam Jesus sobre o divórcio, perguntando se é lícito um marido repudiar sua esposa por qualquer motivo.

Jesus responde reafirmando a criação do homem e da mulher e a união que Deus deseja que exista entre eles, destacando que o divórcio não era o plano original de Deus, mas foi permitido por causa da dureza dos corações humanos.

Ele enfatiza que o divórcio, exceto em casos de relações sexuais ilícitas, leva ao adultério.

Os discípulos ficam surpresos com essa resposta e questionam se vale a pena casar-se. Jesus explica que nem todos são aptos para receber essa mensagem e menciona os eunucos, destacando que alguns escolheram essa vida por causa do reino dos céus.

Em seguida, as pessoas trazem crianças a Jesus para que ele as abençoe, mas os discípulos tentam impedir. No entanto, Jesus os repreende, dizendo que o reino dos céus pertence aos pequeninos.

Um jovem rico se aproxima de Jesus e pergunta o que deve fazer para obter a vida eterna. Jesus menciona a importância de guardar os mandamentos, e o jovem afirma que já os cumpre.

Então, Jesus desafia o jovem a vender seus bens, dar aos pobres e segui-lo, mas o jovem fica triste e se afasta, pois tinha muitas propriedades.

Jesus adverte sobre o perigo das riquezas, afirmando que é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus. Os discípulos ficam perplexos, e Jesus esclarece que, para Deus, todas as coisas são possíveis.

Pedro então questiona o que será daqueles que deixaram tudo para seguir Jesus, e Jesus assegura que receberão recompensas e uma herança na vida eterna, enfatizando que os primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros.

Este capítulo de Mateus 19 aborda temas como o divórcio, as riquezas, a importância da fé como uma criança e a recompensa para aqueles que seguem Jesus.

———

Mateus 19

Jesus atravessa o Jordão

E aconteceu que, concluindo Jesus estas palavras, deixou a Galileia e foi para o território da Judeia, além do Jordão.

Seguiram-no muitas multidões, e curou-as ali.

A questão do divórcio

Vieram a ele alguns fariseus e o experimentavam, perguntando: É lícito ao marido repudiar a sua mulher por qualquer motivo?

Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher

e que disse:

Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne?

De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

Replicaram-lhe: Por que mandou, então, Moisés dar carta de divórcio e repudiar?

Respondeu-lhes Jesus: Por causa da dureza do vosso coração é que Moisés vos permitiu repudiar vossa mulher; entretanto, não foi assim desde o princípio.

Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério].

10 Disseram-lhe os discípulos: Se essa é a condição do homem relativamente à sua mulher, não convém casar.

11 Jesus, porém, lhes respondeu: Nem todos são aptos para receber este conceito, mas apenas aqueles a quem é dado.

12 Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos céus. Quem é apto para o admitir admita.

Jesus abençoa as crianças

13 Trouxeram-lhe, então, algumas crianças, para que lhes impusesse as mãos e orasse; mas os discípulos os repreendiam.

14 Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus.

15 E, tendo-lhes imposto as mãos, retirou-se dali.

O jovem rico

16 E eis que alguém, aproximando-se, lhe perguntou: Mestre, que farei eu de bom, para alcançar a vida eterna?

17 Respondeu-lhe Jesus: Por que me perguntas acerca do que é bom? Bom só existe um. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.

18 E ele lhe perguntou: Quais? Respondeu Jesus: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho;

19 honra a teu pai e a tua mãe e amarás o teu próximo como a ti mesmo.

20 Replicou-lhe o jovem: Tudo isso tenho observado; que me falta ainda?

21 Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me.

22 Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades.

O perigo das riquezas

23 Então, disse Jesus a seus discípulos: Em verdade vos digo que um rico dificilmente entrará no reino dos céus.

24 E ainda vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.

25 Ouvindo isto, os discípulos ficaram grandemente maravilhados e disseram: Sendo assim, quem pode ser salvo?

26 Jesus, fitando neles o olhar, disse-lhes: Isto é impossível aos homens, mas para Deus tudo é possível.

27 Então, lhe falou Pedro: Eis que nós tudo deixamos e te seguimos; que será, pois, de nós?

28 Jesus lhes respondeu: Em verdade vos digo que vós, os que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do Homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel.

29 E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna.

30 Porém muitos primeiros serão últimos; e os últimos, primeiros.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Efésios 6.18

O que é Oração? Descubra o Significado nas Escrituras

No Cristianismo, a oração desempenha um papel crucial na comunicação com Deus, fortalecimento da fé e busca de orientação divina. Neste artigo, exploraremos o significado da oração à luz das Escrituras, com base em passagens como Efésios 6.18, Jeremias 33.3, João 16.24 e outras. Vamos mergulhar na riqueza desses versículos

Marcos 5.34

Estudo Marcos 5 – A Fé que Salva

Neste capítulo de Marcos 5, Jesus e seus discípulos atravessam o mar e chegam à terra dos gerasenos. Logo ao desembarcarem, um homem possesso por um espírito imundo se aproxima deles. Este homem vivia nos sepulcros e era tão forte que ninguém conseguia prendê-lo, mesmo com grilhões e cadeias. Ele

Marcos 4.8

Estudo Marcos 4 – A Parábola do Semeador

Neste capítulo de Marcos 4, Jesus ensina uma série de parábolas às multidões que se reuniram à beira-mar. Ele começa contando a parábola do semeador, que fala sobre como a Palavra de Deus é semeada em diferentes tipos de corações, representados pelo solo. Alguns corações são como o solo à

Salmos 33.12

Estudo Salmos 33 – Louvor ao Criador e Preservador

Neste capítulo, o salmista convida os justos e retos a celebrarem e louvarem ao Senhor. Pois Ele é bom, fiel e a Sua palavra não muda. São muitos os motivos para a adoração a Deus, entre eles estão: retidão da palavra do Senhor, proceder fiel, amor à justiça e ao

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial