Estudo Salmos 48 – Grande é o Senhor

Salmos 48:1

O Salmo 48 é um hino de louvor a Deus, que descreve a grandeza e majestade de Jerusalém, a cidade escolhida pelo Senhor como Sua morada. O salmista começa exaltando a cidade de Sião, que é descrita como a mais bela e exaltada de todas as cidades. Ele descreve a cidade como um símbolo da presença de Deus na Terra e a fortaleza do Seu povo.

O salmista destaca que, apesar de muitas nações se levantarem contra Jerusalém, o Senhor protege a cidade e garante a sua segurança. Ele descreve a cidade como um refúgio para o povo de Deus, que encontram nele paz e segurança. O salmista também enfatiza a importância da adoração a Deus, que deve ser realizada com reverência e temor.

No final do Salmo, o salmista conclama todos os povos a contemplarem a grandeza de Deus, que é digno de toda a adoração e louvor. Ele encoraja o povo a depositar a sua confiança em Deus, que é a fonte de todo o poder e força. O Salmo 48 é um hino de louvor que inspira o povo a reconhecer a grandeza de Deus e a encontrar nele a sua força e refúgio.

———

Salmos 48

1 Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado, na cidade do nosso Deus.

2 Seu santo monte, belo e sobranceiro, é a alegria de toda a terra; o monte Sião, para os lados do Norte, a cidade do grande Rei.

3 Nos palácios dela, Deus se faz conhecer como alto refúgio.

4 Por isso, eis que os reis se coligaram e juntos sumiram-se;

5 bastou-lhes vê-lo, e se espantaram, tomaram-se de assombro e fugiram apressados.

6 O terror ali os venceu, e sentiram dores como de parturiente.

7 Com vento oriental destruíste as naus de Társis.

8 Como temos ouvido dizer, assim o vimos na cidade do Senhor dos Exércitos, na cidade do nosso Deus. Deus a estabelece para sempre.

9 Pensamos, ó Deus, na tua misericórdia no meio do teu templo.

10 Como o teu nome, ó Deus, assim o teu louvor se estende até aos confins da terra; a tua destra está cheia de justiça.

11 Alegre-se o monte Sião, exultem as filhas de Judá, por causa dos teus juízos.

12 Percorrei a Sião, rodeai-a toda, contai-lhe as torres;

13 notai bem os seus baluartes, observai os seus palácios, para narrardes às gerações vindouras

14 que este é Deus, o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até à morte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Marcos 2.17

Estudo Marcos 2 – Jesus e os Pecadores

No capítulo 2 do livro de Marcos, encontramos várias histórias que destacam a poderosa presença e ensinamentos de Jesus. Inicialmente, vemos como Jesus voltou a Cafarnaum e logo sua casa ficou cheia de pessoas que queriam ouvir sua palavra. Em meio a essa multidão, alguns homens trouxeram um paralítico para

Salmos 136.1

Estudo Salmos 136 – A Misericórdia Infinita de Deus

O Salmo 136 é um salmo de ação de graças que enfatiza a fidelidade e o amor de Deus. Ele segue uma estrutura repetitiva, onde cada versículo termina com a frase “Porque a Sua misericórdia dura para sempre”. Essa repetição destaca o tema central do salmo: a fidelidade inabalável de

Mateus 14.25

Estudo Mateus 14 – O Poder e a Compaixão de Jesus

Neste capítulo de Mateus 14, podemos observar uma série de eventos significativos. Primeiramente, é narrada a morte de João Batista, profeta que havia sido aprisionado por Herodes devido às suas críticas ao relacionamento ilícito do tetrarca com Herodias, a esposa de seu irmão. Herodes, ao ouvir falar de Jesus, teme

Temas

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial