Estudo Apocalipse 7 – Momento de Pausa e Proteção antes do Julgamento Final.

Apocalipse 7.17

O capítulo 7 do livro de Apocalipse é um trecho importante dentro da Bíblia, que descreve uma visão dada a João, o autor do livro. Nessa visão, João contempla quatro anjos posicionados nos quatro cantos da Terra, segurando os ventos para que não soprem sobre a terra, o mar ou as árvores. Isso simboliza um momento de pausa e proteção antes do julgamento final.

Além disso, João vê uma grande multidão de pessoas de todas as nações, tribos, povos e línguas, vestidas com roupas brancas e segurando palmas em suas mãos. Essa multidão é descrita como aquelas que foram seladas por Deus e que passaram pela grande tribulação. A interpretação tradicional sugere que esses são os crentes que perseveraram em sua fé até o fim.

Também é mencionado um grupo específico de 144.000 selados, representando as doze tribos de Israel. Este número tem sido objeto de interpretação e debate ao longo da história cristã.

Em suma, Apocalipse 7 apresenta uma visão simbólica da proteção divina antes dos eventos cataclísmicos finais. Além disso, enfatiza a inclusão de pessoas de todas as nações entre os salvos e destaca a importância da fidelidade à fé durante períodos de tribulação.

———

Apocalipse 7

Os cento e quarenta e quatro mil selados de Israel

Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma.

Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar,

dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus.

Então, ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel:

da tribo de Judá foram selados doze mil; da tribo de Rúben, doze mil; da tribo de Gade, doze mil;

da tribo de Aser, doze mil; da tribo de Naftali, doze mil; da tribo de Manassés, doze mil;

da tribo de Simeão, doze mil; da tribo de Levi, doze mil; da tribo de Issacar, doze mil;

da tribo de Zebulom, doze mil; da tribo de José, doze mil; da tribo de Benjamim foram selados doze mil.

A visão dos glorificados

Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos;

10 e clamavam em grande voz, dizendo:

Ao nosso Deus, que se assenta no trono,

e ao Cordeiro,

pertence a salvação.

11 Todos os anjos estavam de pé rodeando o trono, os anciãos e os quatro seres viventes, e ante o trono se prostraram sobre o seu rosto, e adoraram a Deus,

12 dizendo:

Amém! O louvor, e a glória,

e a sabedoria, e as ações de graças,

e a honra, e o poder, e a força

sejam ao nosso Deus,

pelos séculos dos séculos. Amém!

13 Um dos anciãos tomou a palavra, dizendo: Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram?

14 Respondi-lhe: meu Senhor, tu o sabes. Ele, então, me disse: São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro,

15 razão por que se acham diante do trono de Deus e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que se assenta no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo.

16 Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum,

17 pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 109.26

Estudo Salmos 109 – O Socorro de Deus

O Salmo 109 é um dos salmos imprecatórios presentes no livro de Salmos, que contém orações de maldição contra os inimigos. Este salmo em particular começa com o salmista clamando a Deus para que o ajude contra seus inimigos, que o têm caluniado e atacado com violência. O salmista pede

Provérbios 21.13

Estudo Provérbios 21 – A Importância de Agir com Retidão e Justiça

Neste capítulo, são abordados vários temas, como justiça, sabedoria, conduta moral e as consequências das ações humanas. Um dos principais ensinamentos presentes em Provérbios 21 é a importância de agir com retidão e justiça. O capítulo destaca que Deus valoriza mais a atitude correta do que os sacrifícios externos. Também

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial