Estudo Salmos 7 – Deus defende o justo contra o ímpio

Neste Salmo, o rei Davi pede a Deus proteção contra todos os seus inimigos. Pois são muitas as acusações que seus inimigos apontam, mas Davi nega todas elas.

Portanto, a nossa confiança na resolução de conflitos deve estar sempre na sabedoria e na justiça de Deus. Assim como Davi, devemos reconhecê-lo como justo juiz. Sabendo que o Senhor é Aquele que sabe quem tem razão, ajuda os injustiçados e pune os que não estão com a razão.

Ainda que todas as situações difíceis estejam sobre nós, podemos render graças ao Senhor. Pois Nele está a nossa confiança, paz e alegria.

Este texto é inspirado nas Notas de Estudo Editadas pelo Dr. Russel Shedd.

1 Senhor, Deus meu, em ti me refugio;
salva-me de todos os que me perseguem e livra-me;

2 para que ninguém, como leão, me arrebate,
despedaçando-me, não havendo quem me livre.

3 Senhor, meu Deus, se eu fiz o de que me culpam,
se nas minhas mãos há iniquidade,

4 se paguei com o mal a quem estava em paz comigo,
eu, que poupei aquele que sem razão me oprimia,

5 persiga o inimigo a minha alma e alcance-a,
espezinhe no chão a minha vida
e arraste no pó a minha glória.

6 Levanta-te, Senhor, na tua indignação,
mostra a tua grandeza contra a fúria dos meus adversários
e desperta-te em meu favor, segundo o juízo que designaste.

7 Reúnam-se ao redor de ti os povos,
e por sobre eles remonta-te às alturas.

8 O Senhor julga os povos;
julga-me, Senhor, segundo a minha retidão
e segundo a integridade que há em mim.

9 Cesse a malícia dos ímpios,
mas estabelece tu o justo;
pois sondas a mente e o coração,
ó justo Deus.

10 Deus é o meu escudo;
ele salva os retos de coração.

11 Deus é justo juiz,
Deus que sente indignação todos os dias.

12 Se o homem não se converter, afiará Deus a sua espada;
já armou o arco, tem-no pronto;

13 para ele preparou já instrumentos de morte,
preparou suas setas inflamadas.

14 Eis que o ímpio está com dores de iniquidade;
concebeu a malícia
e dá à luz a mentira.

15 Abre, e aprofunda uma cova,
e cai nesse mesmo poço que faz.

16 A sua malícia lhe recai sobre a cabeça,
e sobre a própria mioleira desce a sua violência.

17 Eu, porém, renderei graças ao Senhor, segundo a sua justiça,
e cantarei louvores ao nome do Senhor Altíssimo.

Salmos 7 – Rei Davi


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 96.11

Estudo Salmos 96 – Hino de Louvor

O Salmo 96 começa com um chamado para que todas as nações cantem um novo cântico ao Senhor e proclamem sua salvação diante dos povos. Em seguida, o salmista descreve a grandeza do Senhor, que é digno de toda honra e adoração. Ele diz que os deuses das nações são

Salmos 104.33

Estudo Salmos 104 – A Grandeza da Criação Divina

O Salmo 104 é um poema que celebra a grandeza e a beleza da criação divina. Este Salmo retrata Deus como o criador de todas as coisas, descrevendo a natureza e os seus elementos como obra das mãos de Deus. O poema começa com uma invocação a Deus, reconhecendo a

Mateus 15.36

Estudo Mateus 15 – A Segunda Multiplicação de Pães e Peixes

No capítulo 15 de Mateus, Jesus é confrontado por fariseus e escribas vindos de Jerusalém, que questionam por que seus discípulos não seguem a tradição dos anciãos, especificamente a prática de lavar as mãos antes de comer. Jesus responde, destacando que eles estão transgredindo o mandamento de Deus por causa

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial