Estudo Salmos 92 – Graças a Deus

Salmos 92.1

O Salmo 92 é um dos muitos salmos de louvor encontrados na Bíblia. Ele começa com a declaração de que é bom louvar ao Senhor e cantar louvores ao Seu nome. O salmo continua enfatizando a importância de dar graças a Deus por tudo o que Ele tem feito e por Sua fidelidade. O salmista reconhece que Deus é a fonte de todas as bênçãos e que Ele é o único digno de adoração.

O salmo também destaca a importância de meditar na bondade de Deus. O salmista afirma que aqueles que meditam nas obras de Deus são abençoados e fortalecidos. Ele compara essas pessoas a árvores frutíferas que florescem em tempos difíceis. O salmista também fala sobre como os inimigos dos justos serão destruídos e como aqueles que confiam em Deus florescerão como palmeiras e cedros.

O Salmo 92 é um lembrete importante de que a adoração e a gratidão a Deus são essenciais para uma vida plena e significativa. O salmista enfatiza que a vida dos justos é abençoada e frutífera quando eles confiam em Deus e meditam em Suas obras. Este salmo também é um lembrete de que Deus é fiel e digno de confiança. Ele é a fonte de todas as bênçãos e nos protege de nossos inimigos.

Em resumo, o Salmo 92 é uma declaração poderosa de louvor e adoração a Deus. O salmista enfatiza a importância da gratidão e da meditação na bondade de Deus. Ele também fala sobre a destruição dos inimigos dos justos e a proteção que Deus oferece aos Seus seguidores. Este salmo é uma poderosa mensagem de esperança e encorajamento para aqueles que buscam uma vida de significado e propósito.

———

Salmos 92

1 Bom é render graças ao Senhor e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo,

2 anunciar de manhã a tua misericórdia e, durante as noites, a tua fidelidade,

3 com instrumentos de dez cordas, com saltério e com a solenidade da harpa.

4 Pois me alegraste, Senhor , com os teus feitos; exultarei nas obras das tuas mãos.

5 Quão grandes, Senhor , são as tuas obras! Os teus pensamentos, que profundos!

6 O inepto não compreende, e o estulto não percebe isto:

7 ainda que os ímpios brotam como a erva, e florescem todos os que praticam a iniquidade, nada obstante, serão destruídos para sempre;

8 tu, porém, Senhor , és o Altíssimo eternamente.

9 Eis que os teus inimigos, Senhor , eis que os teus inimigos perecerão; serão dispersos todos os que praticam a iniquidade.

10 Porém tu exaltas o meu poder como o do boi selvagem; derramas sobre mim o óleo fresco.

11 Os meus olhos veem com alegria os inimigos que me espreitam, e os meus ouvidos se satisfazem em ouvir dos malfeitores que contra mim se levantam.

12 O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano.

13 Plantados na Casa do Senhor , florescerão nos átrios do nosso Deus.

14 Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor,

15 para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Salmos 110.1

Estudo Salmos 110 – O Reinado de Jesus Cristo

O Salmo 110 é um dos mais importantes do Antigo Testamento, especialmente para os cristãos, pois é frequentemente citado no Novo Testamento. É um salmo messiânico, que fala sobre o futuro reinado de um rei, que governará com poder divino e justiça. O salmo começa com uma profecia do Senhor

Salmos 60.12

Estudo Salmos 60 – Ajuda e Proteção de Deus

O Salmo 60 é um lamento que retrata a situação de Israel em um momento de conflito e sofrimento. O salmista clama a Deus por ajuda e proteção, pois sente-se abandonado e vulnerável diante dos seus inimigos. Ele reconhece a soberania de Deus e pede para que o Senhor restaure

Salmos 10.17

Estudo Salmos 10 – A derrubada dos ímpios

Neste capítulo de Salmos, o justo questiona a Deus o motivo dos ímpios fazerem tantas perversidades e não sofrerem consequências imediatas aqui na terra. Quando as coisas parecem estar totalmente fora de controle, é comum se ouvir perguntas como no versículo 1, “Por que, Senhor, te conservas longe?”. Mas a

Provérbios 7.1

Estudo Provérbios 7 – Sobre os Perigos de Ceder às Tentações

Provérbios 7 é um capítulo do livro bíblico de Provérbios que contém valiosos ensinamentos sobre a sabedoria e o cuidado que devemos ter em relação à tentação e à imoralidade sexual. O capítulo apresenta uma narrativa envolvente, retratando um jovem ingênuo e inexperiente que é seduzido por uma mulher adúltera.

Temas

  » Alegria

  » Amizade

  » Amor

  » Fé e Motivação

  » Felicitações

  » Liderança

  » Pais e Filhos

  » Paz

  » Provérbios

  » Reflexão

  » Salmos

Receba inspiração no seu Email

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial